Tag: qualidade de vida

Idosos podem ser beneficiados pelo uso terapêutico de cannabis?

O uso terapêutico de cannabis tem sido fortemente associado ao bem-estar e qualidade de vida, inclusive em pessoas com mais de 60 anos.

A relação foi investigada por um grupo de pesquisadores afiliados à Universidade de Illinois e à Universidade de Iowa. Para isso, eles entrevistaram pessoas dessa faixa etária pelo período de um ano.

Métodos utilizados

O estudo publicado pelo periódico Clinical Gerontologist avaliou os dados transversais de pesquisas anônimas respondidas por 139 pessoas com mais de 60 anos de idade que fizeram uso de produtos à base de cannabis em 2019.

Para verificar os fatores de qualidade de vida relacionados à saúde, foram avaliados quesitos como utilização de serviços de saúde e sintomas ou eventos adversos relatados pelos pacientes.

Idosos relatam benefícios

Com base nas respostas dadas pelos idosos avaliados, os pesquisadores concluíram que o uso frequente (de quatro a sete vezes por semana) dos produtos à base de canabinoides foi associado a melhores índices de qualidade de vida relacionada à saúde e também a menor uso de serviços hospitalares. Também houve menores indicadores de episódios relacionados à dor.

Leia também: Cannabis medicinal pode ajudar no tratamento de insônia?

Medidas de precaução

Apesar dos resultados animadores, os estudiosos recomendam cautela no uso terapêutico de cannabis com pacientes mais velhos. O indicado é que eles tenham seu histórico de saúde investigado antes de receberem qualquer tipo de prescrição.Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre o uso da terapia canabinoide? Continue a leitura em nosso blog.

Pacientes tratados com Cannabis requisitam menos os serviços de saúde, relata estudo

Um estudo divulgado por pesquisadores do Johns Hopkins University School of Medicine demonstrou que pessoas que utilizam cannabis com fins medicinais relatam sentir menos dor, menor ansiedade, melhor sono e utilizam menos os recursos de assistência médica.

A pesquisa publicada no Cannabis and Cannabinoid Research avaliou 1276 pessoas entre Abril de 2016 e Fevereiro de 2018. Entre eles, 524 eram pacientes adultos que usavam Cannabis com fins terapêuticos, enquanto outros 284 eram cuidadores de pacientes que também faziam uso medicinal da substância.

Em contrapartida, o grupo controle era composto por 271 adultos que estavam considerando, mas não haviam iniciado tratamento com a Cannabis e 197 cuidadores de pacientes que consideravam o uso terapêutico da Cannabis para crianças ou adultos, mas também ainda não tinham recebido a substância.

Veja mais: RJ sai na frente e é o primeiro estado brasileiro com permissão de plantio de cannabis para pesquisa

Benefícios do uso terapêutico da Cannabis

Em resumo, mais de 800 usuários de Cannabis e mais de 460 pessoas que não faziam uso de terapia canabinoide foram avaliadas. A partir das análises, os pesquisadores identificaram que usuários de Cannabis relataram uma qualidade de vida em média 8% melhor quando comparados aos que não usavam. Também houve redução de 9% nos escores de dor e redução de 12% nos níveis de ansiedade entre os que recebiam Cannabis.

Os índices mais marcantes, no entanto, se referem ao uso do sistema de saúde. Entre os pacientes tratados com cannabis, a probabilidade de internação em um hospital foi 46% menor, enquanto as chances de precisar do serviço de emergência foi 36% mais baixa. Houve redução também no uso de medicamentos prescritos em concomitância com a cannabis medicinal (- 14%).

Veja mais: Perguntas frequentes sobre acesso a produtos de Cannabis medicinal no Brasil

Resultados indicam que análise dos benefícios deve ser aprofundada

Para os autores do trabalho, o uso terapêutico da Cannabis foi associado à melhora da saúde e da qualidade de vida. O que os pesquisadores pretendem agora é avaliar a eficácia da terapia canabinoides de acordo com as condições de saúde.

Precisa de suporte para entender melhor como funciona a prescrição de terapia canabinoide? Entre em contato com nossa equipe.

RJ sai na frente e é o primeiro estado brasileiro com permissão de plantio de cannabis para pesquisa

O cultivo está autorizado apenas para fins científicos, mas a medida é considerada um avanço
O Estado do Rio de Janeiro é o único no país a ter autorização para o plantio de cannabis com o fim de pesquisa na área de saúde. A medida foi alcançada depois da derrubada do veto do governador Wilson Witzel à lei 174/2019, do deputado estadual Carlos Minc, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Continue lendo