5 dicas de como escolher um óleo de Cannabis de qualidade

O acesso ao óleo de Cannabis no Brasil ainda passa por um processo burocrático, além de ser caro para muita gente. Essa dificuldade de acesso pode fazer com que pacientes ou seus familiares comprem óleos artesanais ou de baixa qualidade, o que pode colocar o tratamento em risco além de ficarem suscetíveis a golpes. Separamos 5 dicas de como escolher um óleo de Cannabis de qualidade.

O problema dos óleos artesanais é a falta de garantias da procedência, da qualidade do processo de extração, do tipo plantio e até mesmo da variação de cepa utilizada. 

A Cannabis é uma planta que tem um alto poder de absorção de metais pesados do solo, por essa razão, as condições de plantio são de extrema importância, bem como, a aplicação de testes laboratoriais que avaliem e certifiquem a sua ausência.

O tipo de cepa usada é também de extrema importância, uma vez que há casos em que os óleos ricos em CBD são mais recomendados do que os com alta proporção de THC.

Hoje, de forma legal, só há três maneiras de acessar o óleo de Cannabis: via associação, importação, com autorização da Anvisa, ou na farmácia, todos mediante receita médica. Portanto, somente de forma legalizada fica mais fácil adquirir um produto de qualidade. 

Porém, ainda assim, há dicas importantes para seguir.

1 – De olho no rótulo

Qualquer produto que você vai comprar merece uma atenção nas informações contidas no rótulo. Bom, com os produtos à base de Cannabis não é diferente.

Pacientes ou familiares e responsáveis devem ficar atentos aos ingredientes que constam no rótulo. Como o assunto ainda é muito novo, vale fazer uma consulta na Internet caso surjam dúvidas.

Além disso, ao consultar o rótulo, você fica sabendo se há outros ingredientes associados que podem colaborar com o tratamento, como é o caso da adição de vitaminas, fitoterápicos em geral e etc.

Lembre-se: quanto mais informações sobre a composição, melhor.

2 – Resultado de testes do óleo

No site do fabricante ou do vendedor é preciso ter disponibilizado os testes realizados por laboratórios que não tenham conflito de interesse. 

Além disso, o indicado é que esses resultados disponíveis sejam disponibilizados para cada lote produzido.

Será nesses laudos que você terá acesso à concentração de canabinoides presentes no produto, por exemplo, e poderá ter confiança de que está usando um produto adequado para a sua necessidade.

Além disso, é nesses certificados de análise que você irá encontrar as informações sobre a ausência de metais pesados e outros contaminantes.

3 – Empresa de acesso idônea

Se você vai importar seu medicamento, a empresa que fará a intermediação entre paciente e fabricante precisa ser reconhecida no mercado. 

Isso porque ela a idoneidade e reputação da empresa passa também pela garantia de oferecer produtos de qualidade.

Essas empresas tendem a fazer uma cuidadosa curadoria para garantir a oferta dos melhores produtos disponíveis para compra, além de garantir o acesso seguro por meio da autorização de importação da Anvisa.

4 – Dê preferência para orgânicos para um óleo de Cannabis de qualidade

A forma como a Cannabis foi cultivada pode ter impacto direto na qualidade do óleo. Por isso, escolha produtos orgânicos. Há selos que garantem que o produto foi cultivado organicamente.

Isso porque a Cannabis tem uma característica que podemos chamar de “hiperacumuladora”. Isso significa que a planta tem um alto poder de absorção de substâncias do solo em que for cultivada, desde vitaminas e minerais até metais pesados, como chumbo, por exemplo.

Escolhendo um produto orgânico a garantia de que não haja contaminação aumenta.

5 – Preço competitivo do óleo de Cannabis

Lutamos pelo amplo acesso à Cannabis medicinal. Porém, diante da situação do medicamento no país, a importação ainda é a saída para muitos pacientes. Por isso, a situação fica à mercê do câmbio e de outras variáveis.

Entretanto, independentemente do valor da moeda, existem preços praticados no mercado que devem ser considerados na hora de comprar seu óleo. 

Desconfie se os valores oferecidos forem muito abaixo da média de outros produtos similares. Lembre-se que é importante comparar os produtos que ofereçam a mesma concentração de canabinoides, assim você terá mais chances de adquirir um óleo de Cannabis de qualidade.

O cálculo comparativo de preço deve ser feito por mg (usd/mg).

Leia mais

Cannabis pode ser solução para a pandemia do uso de opioides

Cannabis ajuda a controlar os sintomas da menopausa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: