Cannabis ajuda a controlar os sintomas da menopausa

O climatério e a menopausa não são uma doença, entretanto os efeitos colaterais desse último ciclo da menstruação, como excesso de calor, alterações de humor, redução da libido, insônia, depressão e ansiedade, podem gerar desconfortos e queda na qualidade de vida. Porém, a Cannabis ajuda a controlar os sintomas da menopausa.

Um dos grandes mitos em torno desse período da vida da pessoa menstruante é ter como único tratamento possível a reposição hormonal.

Mas essa alternativa só é válida quando existe o risco de a queda na produção de estrogênio causar alguma doença mais grave, como osteoporose, doenças cardiovasculares, infarto e hipertensão.

Diante disso, as alternativas como a Cannabis têm ganhado espaço.

Uma pesquisa divulgada em setembro de 2020 em um evento da Sociedade Norte-Americana de Menopausa mostrou que um número crescente de mulheres de meia-idade está recorrendo à planta para ajudar a aliviar os sintomas da menopausa.

De acordo com os resultados, cerca de 27% das 232 veteranas, com idade média de 56 anos, relataram que, atualmente ou no passado, haviam usado produtos à base de Cannabis para tratar a menopausa e outros 10% disseram que planejavam experimentá-los no futuro.

Cannabis e menopausa: ansiedade e depressão

A depressão afeta até 70% das mulheres em transição para a menopausa, de acordo com a Sociedade Norte-Americana da Menopausa (NAMS).

Com a diminuição da produção hormonal durante o climatério, as mulheres ficam mais vulneráveis a desenvolver distúrbios psicológicos, como depressão, ansiedade, irritabilidade, tristeza, inquietação, problemas de memória, baixa autoestima, redução da concentração e perda de libido.

Um estudo feito nos Estados Unidos, em 2015, sobre o potencial do CBD para o tratamento de transtornos de ansiedade, conclui que as evidências pré-clínicas demonstraram de forma robusta a eficácia do CBD na redução de comportamentos de ansiedade.

Um estudo sobre “Uso terapêutico dos canabinoides em psiquiatria”, publicado na Revista Brasileira de Psiquiatria, aponta que o CBD tem “potencial terapêutico como antipsicótico, ansiolítico, antidepressivo e em diversas outras condições”.

“Pode ser que o uso de Cannabis seja relaxante e ajude com coisas como ansiedade e sono “, diz Carolyn Gibson, psicóloga e pesquisadora de serviços de saúde do San Francisco VA Health Care System.

Ela observou que as ondas de calor e outros sintomas da menopausa têm sido associados ao sono e à ansiedade.

Menopausa: insônia

A ansiedade causada pelo climatério e menopausa pode levar as pessoas menstruantes a enfrentarem dificuldades para dormir.

Como o sono funciona como um depurador do “lixo” mental do dia, não dormir bem pode gerar e agravar outros efeitos colaterais.

Canabinoides e terpenos presentes na planta da Cannabis têm mostrado seu potencial terapêutico no combate a insônia.

A Cannabis possui propriedades relaxantes e sedativas, que ajudam o indivíduo a cair no sono mais facilmente.

O CBD é capaz de reduzir a ansiedade e aliviar a dor, o THC (tetrahidrocanabinol) tem potencial para melhorar a respiração durante o sono, além de também ter efeito sedativo, e o CBN (canabinol), uma substância menos conhecida, tem sido considerada em razão de seu potencial sedativo quando combinada com o THC.

banner-pacientes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: